quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Vozes da Terra- Mário Maria- Quinta de Baixo

Memórias...
Com uma imagem de apresentação fora do que normalmente me é conhecida, embora recente, sou muitas vezes reconhecido na freguesia de Vila Fernando por “Marito”. Tambem pelas gentes de Vila Mendo, a quem me dirijo, assim é.
Nascido na Quinta de Baixo, aquando do inicio do Verão de 1956 (21 de Junho), não posso dizer que na minha juventude tenha tido muitos contactos com as gentes de Vila Mendo. Estes raros contactos eram aos Domingos de nanhã, em Vila Fernando, para assistir à missa celebrada pelo “Dr. Padre Júlio”, de quem diminuem a olhos vistos os que ainda se lembram.
Nesses “tempos” a freguesia tinha várias escolas primárias (do primeiro ciclo, como posteriormente foram chamadas), sendo que uma delas era a de Vila Mendo, composta por duas salas, que os alunos de Vila Mendo frequentavam. Os jovens da Quinta de Baixo frequentavam a escola de Vila Fernando, tendo também frequentado a escola da Quinta do Meio, durante um curto período de tempo. 
Assim, tenho obrigatoriamente de me referir a “histórias” mais recentes. Na verdade quem tem tempo e disponibilidade para ler estas coisas (entre outros) são as pessoas que vão fazendo de Vila Mendo uma povoação com carisma. Com a força, trabalho e disponibilidade de cada um. Foi das poucas povoações, na nossa região, a conseguir congregar em torno da sua  “Associação Cultural e Recreativa” a união de todos os habitantes da povoação.
Tendo de alguma maneira modestamente contribuido (por fazer parte da Junta de Freguesia de Vila Fernando) para o início da utlização do edifício da Escola Primária como sede da Associação, com a dotação de água corrente através de captação em furo que ainda hoje existe, foi-me atribuido o número de sócio 62.
Posteriormente, em face do dinamismo das pessoas de Vila Mendo, consubstanciado na Associação, a Junta de Freguesia, com o António Pereira, eu próprio e o Paulo Fernandes, sendo o Pereira também  ao tempo presidente da Associação, contribuiu para as obras de requalificação da outra sala da Escola (o edificio é propriedade da Câmara, tendo sido por esta cedido) para as actividades que a Associação actualmente desenvolve ao longo dos tempos.
Por razões óbvias não vou aqui enumerar as actividades da Associação, nem sequer a mim me compete ter opinião pública sobre o assunto, mas não posso deixar de evidenciar aquelas que têm já uma grande relevância para a dinamização das gentes associadas e outras residentes em Vila Mendo, como sendo o “Encontro Motard” e a “Matança do Porco”.
Cada nova concentração traz novos ideais e perspectivas de continuidade de uma forte união da povoação em torno da sua Associação.
 Assim, aqui presto singela homenagem aos actuais dirigentes para que partilhem o famoso “um por todos e todos por um”, honrando o saber receber, levando cada vez mais além, o bom nome de  Vila Mendo.

4 comentários:

Paulo Marcos disse...

gostei.

Anónimo disse...

juntas de freguesia amigas de Vila mendo..... a atual também assim é?!..

Júlio Manuel Antunes Pissarra disse...

Os Executivos da Junta de Freguesia de Vila Fernando não têm que ser amigos da Associação de Vila Mendo ou deixar de ser. Devem sim apoiar projetos alicerçados em bases sólidas e que contribuam para o desenvolvimento da nossa Freguesia e, na minha opinião, a Associação de Vila Mendo tem sido uma referência no desenvolvimento, dinamização e divulgação, não só da Aldeia onde está sedeada mas também da Freguesia a que pertence.
Se o atual Executivo da Junta de Freguesia de Vila Fernando tem dado, à nossa Associação, o apoio que prometeu só os responsáveis, desta coletividade, podem responder.

Júlio Manuel Antunes Pissarra disse...

Na minha opinião a relação entre o Mário e Vila Mendo resume-se a poucas mas boas palavras: faz o favor de ser amigo de pessoas de Vila Mendo e de Vila Mendo e é sempre uma mais valia, para a nossa Terra, receber muitas pessoas com a postura e integridade do Mário.