terça-feira, 11 de agosto de 2009

Rio Noéme

Existe um blogue que denuncia a poluição a que o Rio Noéme tem sido sujeito de há mais de vinte anos a esta parte. Crónicas do Noéme é o seu nome. O endereço: cronicas-do-noeme.blogspot.com Diz o autor: “ Tenho esperança que este espaço sirva de denúncias, desperte consciências e seja consequente na resolução deste grave problema ambiental que afecta o nosso concelho.E quanto à razão do nome ("Crónicas do Noéme")? muito simplesmente porque, numa atitude positiva e de lembranças, este seja um lugar onde todos possam deixar o seu Testemunho, as suas Memórias e as suas "Estórias" do Rio que é de todos”.
De facto, o Rio Noéme passa nos “domínios” de Vila Mendo, a 1km e pouco do centro da aldeia, pelo que as gerações mais velhas tiveram um contacto privilegiado com ele, numa relação íntima de trabalho ou de diversão. Não raras vezes, ouço contar como o rio era um espaço de convívio, um espaço onde se cimentavam relações, onde surgiam os primeiros namoricos, enfim.. e como é perceptível a nostalgia daqueles que vivenciaram todos esses momentos e o seu desgosto pela actual situação, miserável, do Noéme.
Estamos unidos a esta causa.

4 comentários:

Daniel Lucas disse...

é preciso virem eleições para (TODOS) falarem do Rio? acordem!!!

Anónimo disse...

O Noéme está há demasiados anos poluído e por isso tudo o que se diga sobre ele é pouco. É por isso importante que a comunicação social, os blogues, as populações denunciem este problema. A notoriedade que o blog "Crónicas do Noéme" está a ter não tem a ver com a proximidade das eleições, embora este problema seja claramente político. Todos que defendem o Rio e querem de facto que ele seja despoluído devem erguer esforços contra poluidores e autoridades competentes para que sejam tomadas soluções.

Bruno Pina disse...

Claramente para acelerar o processo de despoluição do Rio Noéme é necessário desafiar todas as Juntas de Freguesias da Zona Nascente ( Vila Garcia, Vila Fernando, Adão, Pêga; Marmeleiro, Casal de Cinza, Santa Ana D´Azinha, Albardo, Pousade, Rochoso e Castanheira) do Concelho da Guarda, especialmente as Freguesias que o rio brinda (actualmente de forma pouco agradável)graciosamente ! Claro que temos de incluir a Cerdeira ( Concelho de Sabugal) com o objectivo:
- De pressionar a Câmara Municipal da Guarda e Ministério do Ambiente
no entanto considero que esse objectivo só se concretizará se as referidas freguesias criarem a " Associação das Freguesias da Zona Nascente do concelho da Guarda" só assim haverá uma voz forte junto das entidades competentes para resolver este problema.

César Vaz disse...

http://www.youtube.com/watch?v=KxEbSw9Hah4

Deixo o link da reportagem feita pela Sic em Agosto, que abafou a situação e o cheiro 2 ou 3 dias, sendo logo esquecida e voltando á realidade ao seu triste ritual. É preciso divulgar e presionar...